fbpx

Artigos

Por que você precisa começar a escrever um livro hoje

Vilto Reis
Escrito por Vilto Reis em 5 de agosto de 2021
Por que você precisa começar a escrever um livro hoje
Junte-se a mais de 20 mil assinantes

Entre para minha lista e receba conteúdos exclusivos sobre escrita criativa

Começar a escrever um livro hoje pode parecer fora da sua realidade.

Mesmo que você tenha uma grande ideia, já tentou escrever e não conseguiu ou acredita que não é o momento.

Isso tudo pode não ser verdade.

Neste artigo, você verá motivos para começar a escrever um livro hoje, a importância de manifestar suas ideias e como fazê-lo.

Preparado para escrever? Ou você vai deixar a vida passar e perder a oportunidade de trabalhar em sua grande obra?

Pare de esperar o momento certo

Foto por Dayne Topkin

Em alguns momentos da vida, aguardamos o momento certo para iniciar determinado projeto.

Ora, alguém está pronto para começar uma faculdade, ter um filho ou casar?

No entanto, seguimos e aprendemos com tudo isso, errando e acertando. 

Acredite, se você esperar o momento certo para começar a escrever um livro, pode nunca iniciar.

Kafka escrevia no corredor de casa. Bukowski, nas horas vagas de seus trabalhos braçais. Conceição Evaristo, sustentando a família, filhos, netos etc. Borges perdeu a visão, mas seguia ditando seus contos. Murakami, após fechar seu bar, às 4h da manhã. 

Não existe a hora, momento ou tempo certo. Basta querer e escrever, pois as ideias não te deixarão em paz, acredite!

Ideias não podem ser só ideias

Foto por Kristopher Roller

Sempre gostei de pensar nas ideias como uma fila de candidatos a um emprego. Pense que você é o entrevistador e precisa selecionar qual será contratada. 

Não deve se apegar emocionalmente a elas. Se você escolher a primeira que aparece, pode ter ignorado um candidato com mais potencial. E é atrás desta ideia que estamos.

Às vezes, é preciso pôr à prova, experimentar, testar vários destes candidatos até encontrar aquele especial.

Agora, se você não sentar e escrever, nada disso vai acontecer. 

O escritor não é só aquele que tem boas histórias, mas quem sabe como contá-las. Afinal, não é este o grande desafio de quem escreve?

Por isso, a importância da teoria do caos e da ordem na escrita.

Podemos resumi-la da seguinte forma: 

Quando as ideias estão em sua mente, elas pertencem a um universo caótico. Contudo, a escrita é feita de ordem. Tanto é que possui um livro de leis, a gramática. O escritor precisa ser senhor destes dois mundos, ao traduzir em palavras o que tem em mente. Quanto mais ele pratica esta habilidade, melhor se torna.

Neste momento, entra em cena a lei do triângulo.

A importância de manifestar as ideias

Foto por Nada Habashy

Com raízes no hermetismo, a filosofia expressa por Hermes Trismegisto, a lei do triângulo expressa um princípio simples e profundo. Ou seja, que duas condições distintas (polaridades) se unem com o intuito de provocar uma terceira manifestação. Trata-se da terceira ponta do triângulo.

“Nenhuma manifestação perfeita e completa pode se produzir se não estiverem reunidas duas condições de natureza oposta [complementares]. Esta Lei é universal e se aplica a tudo que existe, tanto no plano material como no espiritual.”

Mas o que isso tem a ver com escrita?

É simples. A união de duas polaridades (o caos criativo e a lei da escrita) manifesta uma terceira, a obra literária. 

Ao falar deste modo, parece que o processo acontece automaticamente.

Na realidade, a manifestação depende de um ato de vontade do escritor. Só escreve um livro quem direciona, foca e dedica atenção plena a este propósito (meditação ajuda nisso!).

Você possui esta vontade vibrante? Então vamos ao próximo passo.

Como começar a escrever um livro hoje

Foto por Christin Hume

Ernest Hemingway, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura, disse:

“Tudo o que você deve fazer é escrever uma frase verdadeira. Escreva a frase mais verdadeira que você conheça.”

Fácil, não?

A realidade é que há toda a profundidade de um iceberg nas duas frases acima. Não podemos nos deter apenas no sentido que se encontra na superfície. Afinal, o que seria uma frase verdadeira em uma história inventada?

Para encontrá-la, é preciso perseguir o cerne da narrativa que você deseja revelar.

Normalmente, não sabemos do que se trata a princípio. Ao planejarmos a história, seja por meio de uma estrutura ou fazendo-a crescer como uma bola de neve, conseguimos um vislumbre da narrativa, tal qual um pintor que rascunha no caderno a tela que pintará.

Ainda assim, antes da primeira versão do texto escrito, não conseguimos uma visão verdadeira da história.

Por isso, talvez a melhor coisa a fazer a princípio seja remover as preocupações. Mentalize:

  • Não é preciso escrever o próximo clássico e nem competir com outros escritores;
  • Não é o momento de ser perfeccionista, apenas de redigir a história planejada;
  • Não espere pela inspiração, ela costuma ser um parente inconveniente que visita você nas piores horas;
  • Não julgue o que está escrevendo, é só uma primeira versão e você só saberá do que se trata a história ao terminá-la; portanto, escreva!

No fim das contas, faça como Ray Bradbury relata em Zen na arte da escrita, coloque os personagens em cena e saia anotando o que eles fazem.

E se eu precisar de ajuda para começar a escrever um livro hoje?

Macbook com a frase "Just start" na ela. É o que você tem que ter em mente para começar a escrever um livro hoje.
Foto por Dayne Topkin

O ideal seria recorrer a um profissional da escrita. Afinal, escritores iniciantes sempre procuraram seus mentores.

Há várias formas de se desenvolver. Você pode fazer uma:

Se sua ideia estiver bem no começo ou não souber como desenvolvê-la, o curso CAMINHO DO ESCRITOR pode te ajudar. Trata-se de uma proposta que te leva da ideia inicial à revisão final. 

Além disso, a partir de uma ideia sua, você realizará dois projetos práticos que contarão com o meu feedback.

Considerações finais

“O pior livro escrito e publicado é melhor do que aquele que nunca foi posto no papel.” 

O autor desta frase é desconhecido, mas é uma grande verdade.

De nada adianta você ter uma grande ideia se não escrevê-la.

Abandone as desculpas, crie o hábito da escrita e inicie seu livro. Somente você pode escrevê-lo, ninguém mais.

***

Concorda ou discorda? Comente abaixo!

E o que você acha?

Conte nos comentários o que achou deste conteúdo :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 Replies to “Por que você precisa começar a escrever um livro hoje”

Júlia Megale

Excelente texto, mas fico com a pergunta:
Vale a pena escrever livros voltados ao público adulto no Brasil? Existem leitores além do infanto-juvenil em massa, ou sobramos apenas com leitores assíduos que porventura resolvem apoiar escritores nacionais?

Vilto Reis

Oi, Júlia.
Depende de sua definição de “valer a pena”. Se for a ideia de escrever como intuito de se sustentar com a venda de livros, é bem difícil. Não que seja impossível, mas são raras as pessoas que conseguem. Nosso mercado é pequeno dado o tamanho da população do país, mas há um público-leitor adulto sim.
Espero ter ajudado 🙂

José Vecchi de Carvalho

Muito bom o texto, muito boas as dicas! Esse texto é um estímulo.

Vilto Reis

Obrigado, meu caro!

Ronaldy Souza

Olha, comentei no artigo sobre a “Verdadeira Vontade”, e volto aqui pra dizer que você está me ajudando muito a repensar minha trajetória e os meus propósitos de vida.
Ah, você falou aí em cima que as ideias não nos deixam em paz, e eu comentei exatamente isso rsrs. É pura verdade.
Mais uma vez, valeu…

Vilto Reis

Hahaha. Estamos na mesma sintonia!

Lucia

Excelente estimulo para os leitores,desenvolverem a escrita.

Vilto Reis

Obrigado, Lucia. Boa escrita!