fbpx

Artigos

8 Atitudes para escrever um livro neste ano

Vilto Reis
Escrito por Vilto Reis em 20 de janeiro de 2020
8 Atitudes para escrever um livro neste ano
Junte-se a mais de 20 mil assinantes

Entre para minha lista e receba conteúdos exclusivos sobre escrita criativa

Todo réveillon, prometemos mil coisas, traçamos novas metas e objetivos. E, talvez, às 00:01 você tenha dito: vou escrever um livro neste ano.

Ou, muito provavelmente, estava alterado por substâncias (café para ficar acordado, conta?) e não pensou em nada disso.

Mas o desejo de escrever um livro reside em você.

Será que não gostaria de ter feito isso no ano passado ou no anterior?

Não importa.

Não podemos mudar o passado, só moldar o presente para que o futuro seja diferente.

Por isso, confira neste artigo quais atitudes tomar para atingir seu objetivo.

8 Atitudes para escrever um livro neste ano

Antes de passar às dicas, saiba que são princípios pessoais, que aplico ao meu estilo de vida.

Não são “mandamentos”, embora por vezes possam soar espartanos.

E se soam é porque acredito que a escrita deve ser assumida como uma vocação, uma missão de vida, ser levada a sério e executada.

Mas vamos às dicas:

1) Estabeleça seu objetivo literário

Pode parecer besteira. No entanto, você precisa assinar um contrato consigo mesmo.

Anote isso em algum lugar. De preferência, em um local visível.

Algo do tipo:

Em 2020, vou escrever o romance sobre gatos.

Como é uma referência sua, você saberá de que se trata. 

Procure falar seu objetivo em voz alta, feche os olhos e visualize o livro pronto. A ideia aqui é que você direcione toda a sua energia criativa a este desafio.

Considere como se sua vida dependesse disso.

2) Pesquise, mas não muito

Para escrever um livro este ano talvez você precise pesquisar.

Digamos que sua história não se passe em um cenário que você domina. Ou seu personagem tem uma profissão diferente da sua. Talvez uma condição física que faz com que veja o mundo de forma diferente.

Então você terá de pesquisar, certo?

Neste ponto, reside uma armadilha. Muitos escritores iniciantes se fascinam tanto com a pesquisa que esquecem de escrever.

Se eu puder dar uma dica é: passe ao próximo passo e vá pesquisando e incrementando sua história enquanto escreve.

O mesmo vale para escritores de fantasia que ficam desenvolvendo detalhes do seu mundo, mas esquecem que tudo que uma boa história precisa é de um grande conflito.

E isso pode ser planejado.

3) Planeje o que vai escrever

Muitos escritores iniciantes torcem o nariz na hora de planejar um livro.

Dizem que vai quebrar a espontaneidade ou acabar com a criatividade. 

Me pergunto se a pessoa é tão limitada a ponto de não ver que pode utilizar sua criatividade para traçar uma linha-mestra dos eventos da história. 

Depois, a partir disso, pode escrever e aplicar a tal criatividade para desenvolver os detalhes de cada cena.

Mas não, melhor é escrever sem rumo e não chegar a lugar nenhum, certo? Ou dar tantas voltas que depois terá que cortar 50% do que escreveu de tantas “barrigas” que o texto tem.

Isso mesmo. Não planeje o que você deseja escrever.

Ou planeje. Porque uma coisa é certa.

Escrever é ordenar o caos.

4) Comece logo

Outra condição fundamental para você escrever um livro neste ano é começar logo.

Pare de adiar. Não fique tempo demais só na pesquisa ou planejando. Comece!

Não espere pela frase perfeita. Simplesmente, comece.

Não existe época ideal, condição perfeita ou estado físico e emocional que vá te favorecer.

Só comece.

5) Não revise enquanto está escrevendo

Outro vício de escritores iniciantes é ficar revisando, voltando e reescrevendo.

Se estimular este hábito, você não vai conseguir escrever um livro neste ano e nem nunca.

É precisa dividir a mente em dois modos. O escritor e o editor.

Quando estiver no modo escritor, só escreva. Produza sua primeira versão do texto sem voltar atrás. Se surgirem novas ideias, anote em outro lugar. Na segunda versão, você agrega/corrige.

Se não treinar sua mente para agir assim, dificilmente atingirá seu objetivo.

Deixe o modo editor para atuar na segunda versão do texto.

E não adianta usar a desculpa de “tenho TOC”, pois hábitos são desenvolvidos. E você pode se reprogramar. Recomendo o livro O poder do hábito.

E por falar em desculpas…

6) Abandone as desculpas para não escrever

Somos campeões em arrumar desculpas. 

Principalmente para uma atividade como a escrita, que raramente nos remunera.

Afirmamos que temos boletos para pagar, que falta tempo, que nossa família exige atenção etc.

Por acaso, todos os grandes escritores não passavam pelo mesmo?

Se você quiser uma referência, olhe para a grande escritora Conceição Evaristo. Foi faxineira e babá, começou a escrever aos 44, lidou com o racismo, é mãe e avó. Ainda assim, tornou-se um dos nomes mais importantes da literatura brasileira contemporânea.

Então pare de arrumar desculpas e vá escrever sua obra.

7) Seja obsessivo com o fim da primeira versão

Aliás, se você deseja escrever um livro neste ano, precisa ser obsessivo. 

Algo que gosto em ter um planejamento é trabalhar com pequenas metas. Digamos que você tenha planejado um capítulo com várias cenas. Você pode determinar que irá escrever uma cena por dia e correr atrás deste objetivo.

É até clichê dizer isso, mas não espere pela inspiração. Escreva com frequência. 

Gosto de sugerir que se escreva diariamente, mesmo que 15 minutos por dia. Entretanto, se não for possível, produza o máximo que estiver ao seu alcance.

Lembre-se, você tem uma meta a cumprir. Então, cumpra-a.

8) Revise e finalize

Acabou a primeira versão? Seu trabalho está longe de acabar. 

Apesar disso, talvez seja bom se afastar do material por algumas semanas para depois voltar a ele. 

Assim que voltar, revise quantas vezes for necessário, mas lembre-se daquele ditado famoso entre os escritores:

A gente nunca acaba de escrever um livro. Chega uma hora que desiste. Daí publica.

Não adianta ficar revisando eternamente. Há um momento que o melhor a fazer é pedir uma opinião externa.

Faça o que for necessário, então encontre um meio de publicar. 

E, comemore, pois seu objetivo foi cumprido e você conseguiu escrever um livro neste ano!

Considerações finais sobre escrever um livro neste ano

Acredito que ficou claro que você pode escrever um livro neste ano.

A questão é: você quer?

Se isso for realmente um objetivo para você, algo importante, precisa correr atrás!

E se você está à procura de ainda mais conteúdo que ajude você, recomendo a série 5 Conteúdos gratuitos para escrever um livro.

Uma das melhores maneiras de se manter motivado a escrever é sempre se alimentar de materiais, conteúdos e exemplos.

Boa escrita! 

E o que você acha?

Conte nos comentários o que achou deste conteúdo :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *