5 Regras para escrever uma cena de luta impressionante

Publicado por vilto em

Como escrever uma cena de luta

Quer algo mais emocionante do que escrever uma cena de luta?

Parece fácil de escrever. O que pode dar errado ao escrever um confronto intenso e de alto risco entre dois ou mais personagens?

Acontece que tudo pode dar errado.

Na prática, escrever uma cena de luta realista para o seu romance é uma das coisas mais difíceis que você já fez. Isso porque as cenas de luta podem ser chatas de ler.

Um filme permite que o público tenha uma postura passiva e faça com que a ação aconteça. Em contraste, ler uma cena de luta requer que o leitor ative sua imaginação. O público deve participar na construção da cena de luta a partir de suas pistas e vê-la acontecer em sua mente.

Isso é muito mais difícil de conseguir.

Mas nunca tenha medo.

Se você pretende escrever uma cena de luta capaz de cativar a atenção do leitor, este guia ajudará.

Abaixo, discutiremos as melhores estratégias para criar cenas de luta realmente impressionantes.

 

1) Cenas de luta devem levar a história adiante

A primeira regra da escrita de lutas (e qualquer cena em geral) é garantir ela move a história adiante .

Diga “não” às cenas de luta gratuitas que só mostram movimentos extravagantes ou habilidades de escrita.

Aqui está a maneira mais fácil de descobrir se sua cena de luta move a história: exclua. Agora, leia a cena antes e a cena depois. Você ainda pode entender o que aconteceu?

Se a luta causou algum tipo de transição na sua história, mantenha-a.

E lembre-se: nem todas as transições são físicas. Algumas são mentais. Você nem sempre tem que discutir o resultado físico. Você também pode explorar as consequências mentais depois de uma briga. Pode ser assim que a luta leva a história adiante.

 

2) Escrever uma cena de luta mostra o personagem no seu livro?

A leitura de uma cena de luta pode ser entediante. É importante que você se concentre em mais do que a ação revela. Use lutas como uma maneira de explorar seu personagem e forneça mais informações, como as seguintes:

  • Por que o personagem faz determinadas escolhas enquanto luta?
  • Como cada escolha reforça sua caracterização?
  • Como cada escolha afeta seus objetivos internos ou externos?
  • Esse conflito está aproximando ou afastando o personagem de seus objetivos? Como?
  • Quais são as apostas para cada personagem? O que eles têm a ganhar? O que eles vão perder?
  • Que tipo de lutador é o personagem? Quais são suas habilidades físicas ou mentais? (Lembre-se que nem todo protagonista será um assassino treinado, então eles estão propensos a cometer erros desleixados durante uma briga.)

Use a cena de luta para iluminar os personagens.

Certifique-se de dar ao leitor um vislumbre da alma do personagem e não apenas em suas habilidades de luta.

 

3) Cenas de ação não devem retardar o ritmo

Nos filmes e especialmente na vida real, as lutas passam rapidamente. Mas na literatura, cenas de luta podem diminuir o ritmo.

Isso porque você tem que escrever todos os detalhes e o leitor tem que reconstruir a cena em suas mentes.

Esta é a razão pela qual muitas pessoas simplesmente pulam cenas de luta em romances. Há apenas muitos chutes e socos que você pode ler antes de bocejar.

No entanto, se você empregar certos dispositivos literários em sua narrativa, você pode realmente escrever uma cena de luta tensa. Aqui estão algumas dicas:

  • Escreva em frases curtas. Frases mais curtas são mais fáceis de digerir. Também aceleram o ritmo de uma história.
  • Misture a ação com o diálogo. Não escreva apenas descrições longas do que está acontecendo. Além disso, compartilhe a troca verbal entre seus personagens.
  • Não se concentre muito no que está acontecendo dentro da mente do personagem. A introspecção acontece antes e depois de uma briga, não durante.
  • Mantenha a briga curta. Lutas nunca devem continuar por páginas (a menos que você esteja discutindo uma batalha épica entre exércitos e não indivíduos).

 

4) Brigar com todos os sentidos

Uma das melhores maneiras de se tornar visceral ao descrever uma briga é ativar todos os sentidos possíveis.

Isso inclui visão, audição, paladar, tato e olfato. Pense em como você pode usar esses cinco sentidos em sua escrita para transportar imediatamente o leitor para a cena.

A visão é talvez a mais óbvia. Você descreverá exatamente o que os personagens estão vendo e o que o leitor deve prestar atenção na cena.

A audição é um pouco mais delicada. Eu acho que uma cena de luta é um momento perfeito para introduzir a onomatopeia em sua narrativa.

Onomatopéia é uma palavra que soa como o que está descrevendo.

Por onomatopeia, não quero dizer transformar sua escrita em um estilo de quadrinhos, com palavras como kapow ou bang! Em vez disso, sugiro usar exemplos mais sutis.

O paladar é outro sentido para introduzir em suas cenas de luta. Mas tenha cuidado em abstrair aqui. Em vez de usar frases do tipo “ele podia sentir o medo no ar”, escolha algo mais concreto como “o sangue misturado com batom de morango era um sabor estranho de fato”.

Espero que você escreva algo melhor que isso, mas você pegou a ideia, certo?

O tato é talvez um dos sentidos mais fáceis de transmitir. Descreva como os personagens se sentem e interagem uns com os outros fisicamente.

Cheiro é um dos meus sentidos favoritos para adicionar a uma cena de luta, porque raramente é usado.

Você costuma ver ou ouvir uma briga, mas consegue sentir o cheiro dela? Pessoalmente, como seria a luta? Provavelmente suor. Considere outros aromas, como o aroma ambiente na cena.

Por exemplo, se a luta ocorre em um carro na garagem, pode haver o cheiro persistente de óleo de motor e borracha de pneu. Não tenha medo de adicionar isso na cena para introduzir uma dimensão diferente.

 

5) Ao escrever uma cena de luta: editar, editar, editar

Uma boa história é editada. A mesma regra se aplica ao escrever um cena de luta. Uma sequência desleixada pode diminuir o ritmo da sua história ou confundir o leitor.

Ao editar sua cena de luta, lembre-se do seguinte:

  • Não inclua um golpe a golpe do que acontece na luta. Após o rascunho inicial, remova os detalhes não essenciais que podem retardar a leitura.
  • Apague a linguagem florida. Palavras extras arrastam o ritmo. Remova cada palavra que você puder.
  • Consolide personagens para reduzir a confusão e a frustração do leitor.

 

***

Traduzido e adaptado do site NY Bok Editors.


2 comentários

Jonas Carabajal · 2 de dezembro de 2018 às 7:12 pm

Estou escrevendo um livro sobre um lutador de boxe, nas cenas de luta no ringue era o narrador da luta e o comentarista que irão levar para o leitor o que está acontencendo na luta. O que você acha dessa proposta??

    vilto · 5 de dezembro de 2018 às 5:56 pm

    Bem interessante, Jonas. Por ser uma linguagem (dos comentaristas) que estamos habituados a acompanhar. Por outro lado, perdemos a perspectiva do lutador, que pode ser interessante também. Em resumo, tudo vai depender do desenvolvimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *