J.K. Rowling: 18 Conselhos para jovens escritores

Publicado por Vilto Reis em

J.K. Rowling

Você gostaria de receber conselhos da escritora da série que mais vendeu livros mundialmente? Muito bem, leia o que J.K. Rowling tem a dizer neste artigo.

Goste você ou não dos livros dela, ao ler sua história abaixo, com certeza irá se sentir inspirado.

Verá também que não há desculpas como falta de tempo ou dinheiro para escrever.

Não acredita? 

J.K. Rowling vai te provar que é possível.

Então, leia este artigo, adquira o hábito de escrever (curso sobre isso aqui!) e produza sua grande obra!

Sobre a vida de J.K. Rowling

Se você fizer uma pesquisa sobre esta escritora no Google, verá que as pessoas têm todo tipo de curiosidade sobre ela. 

É normal fazerem perguntas ao buscador como:

Qual é a religião de JK Rowling?

Qual é a idade de JK Rowling?

Quando JK Rowling começou a escrever Harry Potter?

Qual foi o primeiro livro de JK Rowling?

Isso não é nada surpreendente pois poucas escritoras alcançaram um sucesso tão estrondoso. 

Além, é claro de quebrar o senso comum. Aquela imagem do homem branco, burguês e boêmio. Nada disso, você pode encontrá-la no Facebook ou no Twitter. E, quase sempre, brigando com a imprensa.

A história de vida dessa mulher é impressionante.

Seu nome completo é Joanne Rowling. Nasceu em Yate, Inglaterra, em 1965.

J.K. Rowling escreveu muitos livros, como os de fantasia da série Harry Potter — a sequência de livros mais vendida da história —, e romances policiais sob o pseudônimo de Robert Galbraith.

Desde a infância, inventava e contava histórias para sua irmã. Entretanto, passou por uma adolescência difícil por causa da doença da mãe.

Ainda assim, considerando seu sucesso, alguém poderia esperar que ela se tornasse uma aluna exemplar de Oxford na juventude. 

Entretanto, formou-se em Artes em Francês e Estudos Clássicos na Universidade de Exeter. 

Época em que J.K. Rowling mesmo lembra de não ter estudado tanto assim, já que preferia passar seu tempo lendo Dickens e Tolkien. Ou ouvir a música pop da época. The Smiths e Siouxsie Sioux.

Em 1990, começou a escrever Harry Potter e, no mesmo ano, sua mãe veio a falecer após passar por mais de dez anos sofrendo de esclerose múltipla.

Os anos mais duros foram justamente os seguintes. Nos quais passou escrevendo seu primeiro livro, que a tornaria famosa mundialmente.

Viveu de assistência social em Portugal, separada, com uma filha pequena. 

Em 1995, terminou o manuscrito. O livro foi parar não mão de uma agência, que o apresentou a 12 editoras (todas recusaram) até chegar à Bloomsbury.

Diz a lenda que o livro só foi publicado porque a filha do editor, com oito anos na época, exigiu o segundo capítulo após ler o primeiro.

O resto, vocês já sabem. Sucesso mundial. Livros que viraram filmes etc.

Portanto, vamos às dicas para escritores.

18 Conselhos de J.K. Rowling para jovens escritores

Estes conselhos foram retirados de vários depoimentos, entrevistas e escritos de J.K. Rowling.

1) Proteja seu tempo de escrita

“Seja implacável sobre seus dias da escrita. Não atenda a solicitações infinitas de reuniões “essenciais” e urgente nesses dias. O engraçado é que, embora escrever tenha sido meu trabalho real há vários anos, ainda pareço ter que lutar por tempo para fazê-lo. Algumas pessoas parecem não entender que eu ainda tenho que me sentar em paz e escrever os livros, aparentemente acreditando que eles aparecem como cogumelos sem a minha conivência.”

2) Use o que aprendeu ao escrever

“Você precisa trabalhar. É sobre estrutura. É sobre disciplina. São todas essas coisas mortais que seu professor de escrita criativa disse que você precisava… Você precisa.”

3) Pare de fingir que não é escritor

“Parei de fingir para mim mesma que eu era outra coisa senão o que era. E comecei a direcionar toda a minha energia para terminar o único trabalho que importava para mim. Escrever.”

4) Ame a solidão

“Escreva o que você sabe: seus próprios interesses, sentimentos, crenças, amigos, família e até animais de estimação. Serão suas matérias-primas quando você começar a escrever. Desenvolva uma predileção pela solidão, se puder, porque escrever é uma das profissões mais solitárias do mundo. o mundo!”

5) Só tem um jeito de encontrar uma editora

“[…] você precisa escrever algo que um editor gostaria de publicar, pode demorar um pouco para encontrá-los. Se você for recusado por todos os editores existentes, você terá que considerar a possibilidade de que o que você escreveu não seja publicável. Em seguida, você precisa abordar o editor diretamente, ou (o que é aconselhável, se você puder gerenciá-lo), encontrar um agente que atue em seu nome. […] Espere. Ore. Foi assim que Harry Potter foi publicado.”

6) Escreva sempre que puder 

“Às vezes você precisa escrever em momentos de folga aqui e ali.”

7) Leia o máximo que puder

“Eu sempre aconselho as crianças que me pedem dicas de escritor para ler o máximo que puderem. Jane Austen deu a um jovem amigo o mesmo conselho, então estou em boa companhia nesta ideia. ”

8) Sobreviva à crítica com perseverança 

“A perseverança é absolutamente essencial, não apenas para produzir todas essas palavras, mas para sobreviver à rejeição e à crítica.”

9) Cuidado com o que escreve

“O que você escreve se torna quem você é… Então, ame o que você escreve!”

10) O escritor precisa de pouca coisa

“Tudo o que um escritor precisa é de talento e tinta.”

11) Fracasse

“O fracasso é inevitável — faça dele uma força.”

12) Vai demorar para escrever algo que te deixe feliz

“Você precisa aceitar o fato de que vai escrever muito antes de escrever qualquer coisa que realmente goste, e é assim que acontece. É como aprender um instrumento, você deve estar preparado para acertar e errar. Eu escrevi muito antes de escrever qualquer coisa com a qual realmente estivesse feliz.”

13) Escreva o que te diverte

“Acabei de escrever o que queria escrever. Eu escrevo o que me diverte. É fundamental para mim.”

14) Como lidar com a família se for muito novo(a) para escrever

“Faça o que eu fiz: finja que você quer fazer outra coisa e escreva às escondidas até que você esteja livre para fazer o que quiser!”

15) Não tenha medo do fracasso

“Alguma falha na vida é inevitável. É impossível viver sem falhar em nada, a menos que você viva com tanta cautela que talvez não tenha vivido — nesse caso, você falha por padrão.”

16) Você nunca vai parar de aprender

“Acho que você está trabalhando e aprendendo até morrer. Posso, com a mão no coração, jurar que nunca vou escrever por qualquer outro motivo, além de querer ardentemente escrever o livro.”

17) Tenha ambição com limites

“Se você ama algo — e há coisas que eu amo — você quer mais e mais e mais, mas esse não é o caminho para produzir um bom trabalho.”

18) Livre-se da pressão, pois você não “tem” que fazer nada

“A felicidade pessoal reside em saber que a vida não é uma lista de verificação de aquisições ou conquistas. Suas qualificações e seu currículo não são a sua vida, embora você conheça muitas pessoas da minha idade e mais velhas que confundem as duas.”

***

Que tal? Sentiu-se mais inspirado? Qual dica gostou mais?

Se você quer uma “mãozinha” para iniciar sua escrita, assista o Minicurso Gratuito COMECE SEU LIVRO

É só clicar na imagem abaixo:

Clique na imagem para acessar o curso ou aqui!



2 comentários

Nathália Laryssa · 26 de setembro de 2019 às 12:18 am

Amei! A que mais gostei foi a última! Muito importante!😊

    Vilto Reis · 2 de outubro de 2019 às 1:55 pm

    Sem dúvidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.