Você é um escritor de Personagens ou Situações? Descubra para melhorar sua escrita

Publicado por vilto em

Neste vídeo, Vilto Reis mostra as diferenças entre o escritor de personagens ou de situações e como alcançar o equilíbrio por meio do conflito para melhorar sua escrita.

LINKS ÚTEIS:
[Infográfico] 6 Ideias de conflitos para escrever histórias com personagens inesquecíveis
Curso CRIAÇÃO DE PERSONAGENS DE FICÇÃO
Como criar PERSONAGENS PROFUNDOS

Quer receber meus vídeos por e-mail?

 


Assine também nosso canal no Youtube e siga acompanhando os conteúdos!

Também não deixe de compartilhar sua opinião! Comente abaixo!

Resumo do vídeo que vai ajudar você a melhorar sua escrita

Escritores que dominam apenas a criação de personagens criam histórias que não atraem grande parte dos leitores. Já aqueles que se pautam apenas nas situações não conseguem criar personagens que pareçam pessoas reais.

Para ser um bom escritor, é preciso dominar os dois lados dessas balança. E o caminho para obter este equilíbrio é o bom uso do conflito.

Perguntas respondidas no vídeo:

  • O que é um escritor de personagens?
  • O que é um escritor de situações?
  • Por que é importante dominar as duas coisas e focar no conflito?

6 Ideias de conflitos para histórias:

  • Personagem X Personagem: Conflitos de personagens, ente heróis e vilões ou amantes. Ex.: Romeu e Julieta, de Shakespeare.
  • Personagem X Sociedade: O personagem é vítima da sociedade. Ex.: Winston Smith em1984, de George Orwell.
  • Personagem X Natureza: Quando uma catástrofe natural ou elemento da natureza muda a vida do personagem. Ex.: Moby Dick, de Herman Meville.
  • Personagem X Tecnologia: O personagem enfrenta os resultados ameaçadores da ciência, que estão além do seu controle. Ex.: Frankeinstein, de Mary Shelley.
  • Personagem X ele mesmo: Conflito entre um personagem e sua luta interior. Ex.: Raskolnikov em Crime e Castigo, de Dostoiévski.
  • Personagem X Sobrenatural: A fonte do conflito é o sobrenatural. Ex.: O palhaço que aterroriza as crianças em It – A coisa, de Stephen King.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *