fbpx

Artigos

O método para derrotar os pensamentos negativos ao escrever e ter confiança

Vilto Reis
Escrito por Vilto Reis
O método para derrotar os pensamentos negativos ao escrever e ter confiança
Junte-se a mais de 20 mil assinantes

Entre para minha lista e receba conteúdos exclusivos sobre escrita criativa

Escrever pode ser um desafio para muitas pessoas. Afinal, é comum enfrentar bloqueios criativos e pensamentos negativos que minam a confiança. 

Sem falar da temível Síndrome do Impostor, que vamos falar abaixo.

No entanto, é possível superar esses obstáculos e desenvolver uma confiança sólida em suas habilidades de escrita. 

Neste artigo, vamos explorar algumas estratégias eficazes para derrotar os pensamentos negativos e fortalecer sua confiança como escritor.

Como derrotar os pensamentos negativos para escrever

O primeiro passo para superar os pensamentos negativos é reconhecê-los. 

Muitas vezes, esses pensamentos surgem em forma de autocrítica severa, fazendo você duvidar de suas capacidades. 

Meu Site com Banner

Você pode se pegar pensando coisas como “Minha escrita não é boa o suficiente” ou “Ninguém vai se interessar pelo que escrevo”. 

Contudo, é importante lembrar que esses pensamentos são apenas produtos da sua mente e não refletem necessariamente a realidade.

Primeiro exemplo de autocrítica severa — não gostar do que escreve

Um exemplo de autocrítica severa é quando você escreve um parágrafo e imediatamente se sente desmotivado porque acha que não está bom o suficiente. Em vez de se deixar levar por essa negatividade, reconheça que esse é apenas um pensamento negativo e que você é capaz de melhorar e evoluir como escritor.

Segundo exemplo de autocrítica severa — Comparar-se com outros escritores

Um exemplo de comparação prejudicial é quando você lê o livro de um autor famoso e se sente desanimado, pensando que nunca será capaz de escrever algo tão bom

Em vez disso, concentre-se em apreciar a habilidade e o talento desse autor e encontre inspiração em sua própria jornada de escrita.

É natural olhar para autores talentosos e admirar seu trabalho, mas quando isso se transforma em uma comparação prejudicial, pode minar sua confiança. 

Lembre-se de que cada escritor tem uma jornada única e um estilo individual. Em vez de se comparar com os outros, concentre-se em desenvolver sua própria voz e estilo de escrita. Acredite em sua singularidade e valor como escritor.

O que fazer para fortalecer sua confiança e não ser derrotado pelos pensamentos negativos

Para fortalecer sua confiança, é importante reconhecer suas realizações e celebrar seus sucessos. 

Cada palavra escrita, cada história concluída, cada feedback positivo recebido são motivos para comemorar. 

Não importa se você está apenas começando ou já é um escritor experiente, valorize cada progresso realizado em sua jornada. Lembre-se de que a confiança é construída passo a passo, e cada pequena conquista contribui para essa construção.

Um exemplo de celebração de sucesso é quando você termina de escrever um capítulo difícil e reconhece o esforço e dedicação que colocou nele. Você pode comemorar fazendo algo que gosta, como sair para tomar um café ou assistir a um filme, como forma de recompensar-se pelo trabalho bem feito.

A prática também fortalece sua autoconfiança

Praticar regularmente é fundamental para melhorar suas habilidades de escrita e, consequentemente, aumentar sua confiança. 

Estabeleça uma rotina de escrita que funcione para você. Pode ser escrever todos os dias, algumas vezes por semana ou até mesmo em períodos mais espaçados. O importante é manter a constância e dedicar tempo para a escrita. Quanto mais você pratica, mais se familiariza com o processo de escrita e mais confiança desenvolve em suas habilidades.

Um exemplo de prática regular é quando você estabelece o hábito de reservar uma hora por dia para escrever, independentemente do seu humor ou inspiração. Mesmo que nem todos os dias sejam produtivos, o simples ato de se dedicar à escrita regularmente ajuda a fortalecer sua confiança e aprimorar suas habilidades.

Crie sua rede de apoio na escrita

Além dessas estratégias, é importante cultivar um ambiente positivo ao seu redor. 

Cerque-se de pessoas que acreditam em você e em seu talento como escritor. Compartilhe seu trabalho com amigos, familiares ou grupos de escritores e receba feedback construtivo. O apoio e a perspectiva externa podem ajudar a desafiar os pensamentos negativos e a aprimorar seu trabalho.

Um exemplo de ambiente positivo é quando você participa de um grupo de escritores ou uma comunidade online, onde pode compartilhar seus escritos e receber comentários construtivos. Essa interação com outros escritores pode inspirá-lo, fornecer diferentes perspectivas e encorajar sua confiança.

Neil Gaiman também sofre com a Síndrome do Impostor

Quando alguém perguntou a Neil Gaiman por e-mail como ele lidava com a Síndrome do Impostor, ele disse o seguinte:

(Eu escrevi isso no Tumblr. Desde então, o trecho foi citado em todo lugar, e me perguntam muito se é realmente algo que eu disse e se é verdade. É, é sim. Aqui está o original.) 

Duckswearhats perguntou: 

Olá, eu li que você lidou com a síndrome do impostor no passado, e estou realmente lutando com isso agora. 

Estou em um bom lugar e meus amigos estão passando por muita coisa, e estou lutando para justificar meu sucesso enquanto pessoas tão incríveis são infelizes.

Fiquei me perguntando se você tem alguma dica para se sentir menos assim e talvez ser mais gentil comigo mesmo, mas sem machucar ninguém ao meu redor. 

É uma grande pergunta, eu sei, mas qualquer ajuda tornaria minha vida muito menos estressante.  

Neil Gaiman respondeu:

A melhor ajuda que posso oferecer é apontar o livro de Amy Cuddy, O poder da presença.

Ela fala sobre a síndrome do impostor (e me entrevista), oferecendo informações úteis.

A segunda melhor ajuda pode estar na forma de uma anedota. Alguns anos atrás, tive a sorte de ser convidado para uma reunião de pessoas incríveis: artistas e cientistas, escritores e descobridores de coisas. 

E eu senti que a qualquer momento eles perceberiam que eu não estava qualificado para estar ali, entre aquelas pessoas que realmente fizeram as coisas.

Na minha segunda ou terceira noite, eu estava de pé no fundo do salão, enquanto acontecia uma apresentação musical, e comecei a conversar com um senhor muito gentil, educado e idoso sobre várias coisas, incluindo nosso primeiro nome. 

E então ele apontou para as pessoas e disse as seguintes palavras: “Eu apenas olho para todas essas pessoas e penso: que diabos estou fazendo aqui? Eles fizeram coisas incríveis. Apenas fui para onde fui enviado.”

E eu disse: “Sim. Mas você foi o primeiro homem na lua. Eu acho que isso conta para alguma coisa.”

E eu me senti um pouco melhor. Porque se Neil Armstrong se sentia um impostor, talvez todos se sentissem. Talvez não houvesse adultos, apenas pessoas que trabalharam duro e também tiveram sorte, todos nós fazendo o melhor trabalho possível, o que é tudo o que realmente podemos esperar.

Considerações finais sobre pensamentos negativos e a escrita

No fim das contas, talvez nunca consigamos banir por completo a Síndrome do Impostor. 

Ainda assim, minha terapeuta diria para racionalizar estes momentos.

Você pode se fazer algumas perguntas como:

  • Que motivos as pessoas teriam para me bajular?
  • Tudo bem ter um pouco de sorte, mas no que vou transformar esta oportunidade?
  • Por que não posso acreditar que esta posição aconteceu por que trabalhei muito para isso?

Talvez funcione. Talvez seja mais fácil lembrar da história do Neil Gaiman.

Mas o melhor a fazer é seguir escrevendo, hackear a mente, ajustar seu modo de pensar e ir em frente.

Lembre-se de que a confiança na escrita é um processo contínuo. Reconheça e desafie os pensamentos negativos, pratique regularmente, celebre suas conquistas e cultive um ambiente positivo. Com o tempo, você irá desenvolver uma confiança sólida em suas habilidades como escritor. Mantenha-se fiel à sua paixão pela escrita e continue a explorar sua voz única e valiosa. Acredite em si mesmo e supere qualquer pensamento negativo que possa surgir em seu caminho.

Nunca deixe de escrever.

***

Assista este conteúdo em vídeo também:

Meu Site com Banner

E o que você acha?

Conte nos comentários o que achou deste conteúdo :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *